FAÇA A SUA MARCAÇÃO - Segunda a sexta-feira das 8h30 às 20h  | Sábados das 9h às 13h

243 328 890  |  geral@gfscoracao.pt

Main Menu

Nutrição
GFS - Itens filtrados por data: fevereiro 2017
sexta, 10 fevereiro 2017 09:51

Derrames Vasculares

Angiologia

quinta, 09 fevereiro 2017 20:58

Gripes e constipações

gripes e constipacoes

Inverno não tem de ser sinónimo de gripes e constipações:

Saiba como proteger-se e aconselhe-se com o seu Médico

O Verão está a chegar ao fim. É hora de regressar às aulas e de arrumar as roupas frescas. O tempo quente vai deixar saudades.

Contudo, para muitos Portugueses, o aproximar do Outono e do Inverno também traz o receio da ocorrência de gripes e de constipações. A tosse, com ou sem expetoração, a rouquidão, a febre e o mal-estar geral são alguns dos sintomas temidos.

A prevenção das infeções respiratórias é fundamental e inclui medidas simples, que devem ser conhecidas e divulgadas.

O contágio acontece de pessoas a pessoa, através de gotículas respiratórias contaminadas que são eliminadas durante a tosse e os espirros e/ou através do contacto das mãos com objetos contaminados.

A melhor proteção contra as infeções respiratórias é a lavagem frequente das mãos com água e sabão, reduzindo assim o risco da exposição a materiais frequentemente contaminados tais como telefones, controlos remotos e teclados de computadores. Ainda assim, deve evitar-se o contacto das mãos com o rosto, em particular com os olhos e o nariz. O convívio com pessoas visivelmente doentes deve ser evitado, sendo certo que os recintos confinados e sobrelotados são mais propícios ao contágio. Os indivíduos doentes devem, se possível, permanecer em casa e cobrir a boca e o nariz durante a tosse e os espirros com lenços descartáveis.

Com a chegada dos dias mais frescos, é ainda fundamental adaptar o vestuário, evitando a exposição desnecessária ao frio, a qual pode aumentar a suscetibilidade às infeções respiratórias.

Além da adoção das medidas descritas, encontram-se disponíveis vacinas muito seguras e com eficácia comprovada, contra a gripe e contra a pneumonia, bem como agentes imunoestimuladores, dirigidos a grupos populacionais específicos.

Todas as medidas referidas devem surgir no contexto de uma vida pautada por hábitos saudáveis, tais como o respeito pelas horas de sono, a prática de exercício físico regular, a ingestão de muitos líquidos e a escolha de uma alimentação cuidada.

Os indivíduos com doenças crónicas, nomeadamente do foro respiratório/pulmonar são particularmente suscetíveis aos efeitos das infeções respiratórias pelo que, perante a sua ocorrência, não devem adiar a procura de cuidados adequados.

Proteja-se! Aconselhe-se com o seu Médico

Publicado em Pneumologia

Rua Álvaro Cunhal, nº13

2º andar. (Exames)
5º Dto. (Consultas)

2005-141 Santarém

243 328 890

918 757 976
243 325 810

geral@gfscoracao.pt

Segunda a sexta-feira das 8h30 às 20h em horário contínuo | Sábados das 9h às 13h